• 1

    HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO, MENTIRAS E O BRASIL DA FANTASIA.

        Assistir ao horário eleitoral gratuito é sempre um exercício de paciência e bom humor. Pelos programas apresentados, o Brasil é uma terra maravilhosa, justa e que precisa apenas de um pequeno empurrão do eleitor para se transformar de vez, numa terra de leite e mel. Como sempre, salta aos olhos a cara-de-pau da coligação petista ao pintar o país como uma enorme potência bem-sucedida e apregoar realizações, ...

  • 2

    JURISTA CRIA MOVIMENTO CONTRA OS POLÍTICOS PROFISSIONAIS.

      O jurista Luiz Flávio Gomes, um dos maiores criminalistas do Brasil, acaba de criar o Movimento pelo Fim dos Políticos Profissionais. A iniciativa popular, que via petição pública colherá milhares de assinaturas em todo Brasil, pretende lutar contra homens e mulheres que fazem da política seu único meio de vida. É comprovado que a eterna reeleição nos cargos eletivos é um multiplicador da corrupção, nepotismo e clientelismo. Fatores ...

  • 3

    EDUARDO CAMPOS, A MORTE E A MUDANÇA NO JOGO.

      A morte do candidato Eduardo Campos, em um dramático acidente aéreo no interior de São Paulo, pode representar a virada de mesa no jogo eleitoral presidencial deste ano. Afinal de contas, infelizmente ficou a cargo das mãos frias do destino, corrigir a burrada histórica da escolha da chapa do PSB. A opção por Campos como presidente e Marina Silva para vice foi um erro de estratégia que ficou ...

  • 4

    MTST, A LÓGICA DO PT, OTÁRIOS E O MUNDO DOS ESPERTOS.

        O prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), sancionou com vetos uma lei que regulariza uma invasão promovida pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), durante a Copa do Mundo. Até aí tudo bem. Mas, o “pequeno detalhe” da notícia são justamente os tais vetos. O “pulo do gato” da lógica petista consistiu em vetar artigos da lei que regularizavam a ocupação e davam prioridade aos desabrigados ...

  • 5

    JOSÉ GENOÍNO, O PAÍS DOS LADRÕES E BANDIDO BOM É BANDIDO SOLTO.

      O “Brasil não é um país sério”. A frase atribuída a Charles de Gaulle é uma das muitas bandeiras fantasiosas da nossa esquerda festiva para ilustrar o “preconceito” dos países de Primeiro Mundo ou o desdém das classes dominantes (a “elite” ou as “zelites”). Usada durante décadas como um verdadeiro libelo contra os “poderosos” e os “opressores do povo”, foi “ponto de orgulho” durante todo o governo Lula ...

  • 6

    LINDBERG FARIAS, A FALTA DE VISÃO E O MAL DO POPULISMO.

        Já dei aqui minha opinião sobre as eleições de 2014 no Rio de Janeiro. Sem sombra de dúvida, elas serão umas das mais terríveis já presenciadas pelo povo do Estado em toda a sua história. Todos os candidatos estão chafurdados em processos (alguns possuem inúmeras condenações pelos mais diferentes crimes) e todos já passaram por posições de decisão com elevado retrospecto de incompetência, preguiça e má ...

1 2 98